Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

30
Set 07

O Sol publica o que não pode: escutas telefónicas. No âmbito dessas escutas supostamente o Primeiro-ministro terá mentido ao país e terá estado envolvido em diligências de substituição do então Procurador-geral da República pouco abonatórias. O que o SOL fez e o que supostamente o Primeiro-ministro praticou não são surpresas. O SOL especializou-se nesse segmento do jornalismo tablóide. E os primeiros-ministros também mentem. O problema é outro: ninguém se incomoda? Ninguém pede explicações? O Francisco e o Jerónimo meteram férias? A consciência republicana ainda está a banhos? Onde estão os prosélitos do estado direito? E o Vital Moreira? Estão todos à espera que logo à noite o professor Marcelo tome a iniciativa ou que a coisa passe ?

publicado por José Manuel Constantino às 17:58

28
Set 07

José Mourinho é um excelente treinador de futebol como o provam os resultados alcançados. E se os alcançou é porque dispõe de elevadas capacidades e competências para o exercício da sua profissão. Mas José Mourinho é só isso. Não é um homem especial ,como a si próprio se apelida, nem um  anjo que paira acima das realidades terrenas. Mitificá-lo ,  como o fazem alguns dos seus seguidores e biógrafos e inscrevê-lo em complexas teorias psicológicas e comportamentais para fundamentar  os seus procedimentos, não ajudam o homem e são ,a prazo, um problema que lhe vai ser cobrado com juros altos. Chegará o dia em que se verificará que José Mourinho sabe muito de futebol e é excelente na sua profissão, mas é um homem  comum com as suas virtudes e defeitos como todas as pessoas .Um bom cozinheiro, um bom escritor ou um bom músico não têm necessariamente que ser boas pessoas e aceitemos um critério de banda larga de que uma boa pessoa é alguém que identificamos com valores e práticas socialmente reconhecidas como positivas.Com um treinador de futebol passa-se precisamente a mesma coisa. Mas a vida ensina que nem sempre separamos estas duas dimensões: a profissional e a pessoal. E o excesso de exposição e de protagonismo é fatal: tem sempre uma preia-mar e uma baixa-mar. Até agora José Mourinho tem sabido viver com a primeira. Saberá, um dia, viver com a segunda?

publicado por José Manuel Constantino às 10:06

27
Set 07

É irrelevante saber o que faria Ricardo Costa se o entrevistado a interromper não fosse Santana Lopes mas o seu patrão, o irmão, Belmiro de Azevedo ou o chefe do Governo. Os chamados critérios editoriais servem para tudo incluindo a má educação. Que continuou quando depois explicando porque foi interrompida a entrevista com Santana Lopes para um directo da chegada de José Mourinho, não lhe chegaram os critérios editoriais e teve de discorrer e fazer considerações sobre a pessoa que convidou para sua casa e que de forma mal-educada mandou interromper. A arrogância é irmã gémea da prepotência. Não é preciso admirar Santana Lopes para reconhecer que fez o que devia ter feito. Saíu.

publicado por José Manuel Constantino às 10:02

26
Set 07

O surpreendente no PSD não é o que se está a passar ao nível da disputa para a liderança. O problema é anterior. É ser possível que aquelas pessoas e respectivas equipas sejam candidatos a um partido que aspira à governação de um país. É ser possível que haja um significativo número de pessoas que acreditam e por isso apoiam, quer um, quer o outro. Quando o debate e o respeito político foram substituídos por ataques reles e ajustes de contas que sentido de responsabilidade e de elevação públicas podem estas pessoas ser credoras perante um país a quem se oferecem para governar?

publicado por José Manuel Constantino às 10:21

25
Set 07

Relendo recortes de jornais, encontro uma entrevista de Luís Felipe Scolari à revista do Jornal Público de 8.2.2004: “Eu sinto-me português neste momento. Se sair daqui e for trabalhar para França continuo com as minhas amizades, mas vou ser francês de coração”.Para que conste para memória  futura e se não digam tantas barbaridades sobre o sentimento pátrio.

publicado por José Manuel Constantino às 22:05

24
Set 07

Faz bem José Sócrates em distribuir telemóveis à população idosa. Agora já não há tanto risco como no tempo de Fernando Gomes, quando distribuiu iguais equipamentos aos pastores mas não havia rede para os poderem utilizar. Por outro lado, confirma que não é apenas o major Valentim Loureiro que tem o privilégio de distribuir bens de primeira necessidade ás populações. Mas melhor estaria ainda o chefe do governo se melhorasse a comparticipação nos medicamentos para a população idosa , para a compra de óculos ou de próteses  dentárias. Até a marcação dos números não corria o risco de engano e a conversação era muito mais fluida.

publicado por José Manuel Constantino às 09:36

22
Set 07

 

Assim diz a notícia no Portugal Diário:

Um casal bósnio está a divorciar-se depois de descobrir que eram amantes um do outro na Internet. Segundo o Metro britânico, Sana, de 27 anos, e Adnan Klaric, de 32, encontraram-se numa uma sala chata utilizando os nicks «Sweetie» e «Prince of Joy». Ambos achavam que tinham encontrado uma alma gémea com quem passariam o resto das vidas. O curioso é que ambos reclamavam dos mesmos problemas nos seus casamentos. A verdade só foi descoberta quando combinaram um encontro. Agora, o casal está a divorciar-se e cada um acusa o outro traição.  
«De repente, eu estava apaixonada. Era maravilhoso porque parecia que ambos estávamos presos ao mesmo tipo de casamento infeliz. Senti-me traída», disse Sana ao jornal.
Para Adnan, «é difícil acreditar que Sweetie, que escreveu coisas tão maravilhosas, é, na verdade, a mesma mulher com quem me casei e que não me disse uma única palavra carinhosa durante anos».

E depois de divorciados vão manter-se a “amar” via Internet ? Afinal a coisa virtualmente até correu bastante bem. Não vão continuar ? O que estragou a coisa foi querer passar do virtual para o real!

 

 

publicado por José Manuel Constantino às 18:01

21
Set 07

Será possível defender uma opinião sem ter de ser mal educado ou levantar processos de intenção a quem pensa de modo diferente? O caso Scolari revelou abundantemente quão difícil estamos de ser capazes de defender uma opinião, contraditá-la com quem pensa de outro modo e não pisar, nem ultrapassar, os limites do respeito por quem tem uma opinião diferente. Não li, nem ouvi, tudo quanto se escreveu e disse, mas a ideia com que fiquei, porventura injusta, é que foram os defensores de atenuantes do gesto de Scolari, particularmente jornalistas, que menos respeitaram os seus oponentes em termos de opinião.Invejosos,que não sabem conviver com quem tem sucesso,ingratos quanto ao que ele fez pelo país,falsos  moralistas de tudo se disse ou escreveu.Quando se trata de futebol há uma espécie de verdade única com pouco espaço para quem dela discorde. O que é mau para o futebol porque não resgata o ónus de inimputabilidade que socialmente sobre ele em muitos casos, justa ou injustamente, ainda ocorre. O castigo,o recurso ao castigo,a federação que não castiga mas vai reunir são uma novela que  a súbita rescisão do special one veio apimentar.

publicado por José Manuel Constantino às 11:01

20
Set 07

Um em cada cinco portugueses vive em situação de pobreza. O número é alarmante. É perante este quadro social de exclusão e de vergonha nacional que o governo exulta em apresentar resultados positivos em matéria de redução do défice público para passar bem com as autoridades europeias. Resultados conseguidos através de uma redução no investimento, no aumento da carga fiscal e na melhoria do sistema de arrecadação das receitas dos impostos. Naquilo que era sua estrita obrigação fazer, tal como prometeu, reduzir a despesa pública corrente, aí, não apenas não reduziu como a aumentou significativamente, incluindo as despesas com pessoal. A forma triunfante com que o Governo cavalga os números, contrasta com uma clara depauperação dos cidadãos, com o endividamento das famílias e com uma mancha de pobreza que alastra. Com mais pobres e com classes médias e baixas em quebra de capacidade aquisitiva esta é uma via original de praticar o socialismo.

publicado por José Manuel Constantino às 09:50

19
Set 07

Com a minha idade já cometi, e ainda cometo ,muitos exageros prejudiciais à saúde. Mas há alguns que consigo evitar .Ontem, por exemplo,por  uma questão de salubridade e higiene mentais, fechei a televisão após o noticiário das dez, da SIC Notícias.  Pesadelo por pesadelo, que me acompanhem aqueles que a dormir não consigo evitar . São suficientes.

publicado por José Manuel Constantino às 09:54

Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16

23
29



Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO