Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

26
Fev 09

O Carnaval é tempo do faz de conta. E parece que ainda não acabou. José Sócrates faz de conta que só na terça-feira deu , através da comunicação social, pelo que se estava a passar na CGD com os negócios que envolvem um empresário e a Cimpor. Apesar do assunto já andar por aí, há pelo menos uma semana. E faz de conta que a administração do banco do Estado não tem que prestar contas, a quem a nomeou,do  que anda a fazer .

publicado por José Manuel Constantino às 09:46

25
Fev 09

É muito curta a distância entre uma autoridade pública que proíbe as massagens na praia, porque nunca se sabe como terminam e uma outra que, em nome da defesa da ordem pública manda apreender uns livros que cuja capa reproduz uma obra de arte com um nu. Mostra o país que ainda somos. E que os progressismos de elevar a homossexualidade ou o lesbianismo a assunto de Estado são uma “patine”  que esconde um reaccionarismo e conservadorismo  culturais que estala com enorme facilidade.

 

 

 

publicado por José Manuel Constantino às 10:00

23
Fev 09

Eis como utilizando aparentemente o rigor se pode dar a volta à questão. Que contudo permanecerá sempre por esclarecer. Quem garante ao socrático professor de Coimbra que os restantes proprietários, à excepção do proprietário-emigrante não tenham usado um procedimento de registo das andares abaixo do preço real da compra?

publicado por José Manuel Constantino às 17:12

20
Fev 09

Comprou a casa e fez uma escritura com um valor abaixo do valor real que pagou ? É o que se pretende insinuar a propósito de José Sócrates. Não sei se o fez ou não. Se o fez seguiu o exemplo de milhares de portugueses na compra de habitação própria. Se o não fez seguiu o exemplo dos poucos portugueses que foram sérios na declaração real do valor da compra. Mas este é um assunto que bem gostaria de conhecer sobre quem tem autoridade moral, incluindo muitos jornalistas, para lançar a primeira pedra. De resto, como em tantos outros assuntos em que parece que os pecaminosos são meia dúzia e não um sistema que atravessa transversalmente a sociedade portuguesa.

publicado por José Manuel Constantino às 10:43

19
Fev 09

O Parlamento Europeu aprovou hoje, em Bruxelas, uma resolução sobre a utilização de países europeus pela CIA para transporte e detenção ilegal de prisioneiros, sem qualquer referência específica a Portugal, suprimida por iniciativa da delegação do PS. Com esta decisão sai ileso “o governo Barroso”, mesmo sem qualquer pacto de regime. Entretanto e por cá as coisas são mais terra a terra: toma lá o Freeport e leva com o Dias Loureiro. Enquanto isso e perante a recusa dos professores em entrar na festa a Direcção Regional de Educação do Norte está a equacionar a hipótese de enviar, sexta-feira, "uma ou duas equipas" para Paredes de Coura, para que as criancinhas possam realizar o seu desfie de Carnaval. Os pais felizes e aplaudem a decisão. E as palmas devem ser mantidas para assinalar esse importante contributo à formação das novas gerações que é a introdução de uma disciplina sobre educação sexual nas escolas, assunto que os nossos jovens estão carentes tal é a precocidade com que se dedicam à coisa.Coisa que tem uma nova centralidade com o lesbianismo e a sodomização masculina.Temo que nesta matéria alguns jovens dominem melhor o tema que os seus futuros professores.Mas faltava este acto do ministério público para o carnaval ficar ao seu melhor nível. Imagino as dificuldades da comendadora Fátima Campos Ferreira,no alinhamento do seu próximo programa perante uma actualidade tão arrebatadora.

publicado por José Manuel Constantino às 15:35

18
Fev 09

Os funcionários da administração fiscal vão receber em 2009  um suplemento de remuneração entre os 30 e 42 por centro do vencimento por terem cumprido aquilo que é sua estrita obrigação: cobrar dívidas que se encontravam em processos de execução. Esta forma de suplemento remuneratório é entendida como um modo de estimular a produtividade dos funcionários. Espero que o excesso de zelo que algumas repartições de finanças empregaram na caça ao imposto seja devidamente castigado sempre que se provar erros e incompetência dos funcionários. Ressarcindo os contribuintes do valor indevidamente cobrado com respectivos juros de mora e cobrando aos funcionários em causa o que indevidamente tributaram.

publicado por José Manuel Constantino às 11:53

17
Fev 09

O Tribunal de Contas condenou o chefe de Gabinete do Secretário Regional do Ambiente e Recursos Naturais da Madeira pelo pagamento da publicação num semanário de um artigo de opinião assinado por Alberto João Jardim. Não discuto a legalidade da coima aplicada num país onde governo, autarquias, institutos e empresa públicas concedem entrevistas e publicam textos de opinião a troco  da compra de publicidade. Mas fico curioso por conhecer a douta decisão do venerando tribunal ao custo da entrevista dada em 2006,por decisão política , por um titular de um cargo público à revista Paris-Match .Quem pagou, primeiro sem IVA, e depois com o dito?

publicado por José Manuel Constantino às 11:22

16
Fev 09

Hugo Chávez enviou sms aos eleitores apelando ao voto na sua proposta de emenda constitucional que lhe vai permitir concorrer sem limitação de mandatos. E enquanto se aguarda com impaciência uma fervorosa declaração do Dr.Soares a propósito desta via original para o socialismo é de esperar que José Sócrates, logo que terminada a leitura da carta que Obama lhe enviou, saúde o seu congénere e amigo venezuelano. A dúvida reside apenas em saber o meio de o fazer: por carta como Obama, por sms  como Chavez ,por mail através do Magalhães  ou pelo telefone como na velha diplomacia.

publicado por José Manuel Constantino às 11:50

13
Fev 09

Vários amigos fizeram-me chegar um  texto do Mário Crespo publicado no JN e com o subtítulo de “Façamos de Conta”.É um texto vulgar. Que só assume a dimensão valorativa que supostamente lhe que darem dar na razão directa da perda de independência e de apelo à brandura com que ultimamente o Mário Crespo foi atingido sempre que, na SIC, teve que tratar com os poderosos e com o governo. É um texto de ajuste de contas com este seu passado que ,diga-se, contrasta com muito do seu percurso profissional. É uma  espécie de expiação com o situacionismo que de há uns meses a esta parte vem dando prova. E não é bonito no plano deontológico revelar conversas tidas ou pedidos feitos por governantes na preparação de uma entrevista televisiva .Não façamos de conta que certo tipo de revelações são um acto de coragem.É sacanagem. Por mim, que o apreciava ,deixei de o ouvir. Folclore por folclore prefiro o rancho Tá –Mar da Nazaré.

publicado por José Manuel Constantino às 10:07

12
Fev 09

Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos  à falência que , terão que ser nacionalizados pelo Estado.

 

Karl Marx, in Das Kapital ,1867

 

publicado por José Manuel Constantino às 12:39

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
14

15
21

22
24
27
28


Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO