Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

22
Fev 12

Quando o titular de um cargo público contrai uma despesa que não é elegível como despesa pública, responde financeiramente e, se necessário, no plano criminal por esse ato. É indiferente o meio de pagamento: fatura aos serviços, fundo de maneio ou cartão de crédito. Pelo que anda por aí muita demagogia à solta quando se pretende fazer crer que ser titular de um cartão de crédito é uma forma de acrescentar regalias às remunerações devidas. E já agora acrescente-se o seguinte: como aos termos e aos valores da despesa não são indiferentes os meios de pagamento há certo tipo de aquisições que pagas com cartão de crédito, designadamente as que são feitas pelos sistemas on-line ,permitem economias de custo no que se adquire.Ignora tal facto,é ignorar os meios de gestão dos recursos públicos e confundir a elegibilidade de uma despesa com o seu meio de pagamento. 

publicado por José Manuel Constantino às 14:42

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
18

19
24
25

26
27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO