Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

29
Ago 07

Nas actividades ligadas à animação nocturna do Porto, segundo as autoridades policiais locais, há “seguranças” ilegais parte dos quais, se dedicam a actividades delituosas em que se incluem uns “serviços”de ajustes de contas, tráfico de drogas e banditismo. E no resto do País? E em alguns clubes de futebol, os seguranças são legais? E nos concertos que se realizam por esse país fora? E as claques, não estão “integradas”por este tipo de pessoas? E os partidos políticos não têm os seus “seguranças” ilegais?E algumas das pessoas não são as mesmas que circulam por este tipo de tarefas das discotecas,dos concertos,do futebol e dos partidos? E em muitos ginásios (não licenciados) não é lá que tratam do “corpinho”? E para esse tratamento não é conhecido que não basta levantar ferro e é preciso adquirir (e traficar) os suplementos ditos “vitamínicos” ? E não existem leis que delimitam o exercício destas actividades e o modo como os privados podem exercer funções de segurança?E não é tudo isto muito mais grave para segurança de pessoas e bens que o bando de patetas que no Algarve destruiu um parte de cultura de milho transgénico ? Ou que os vendedores de bolas de Berlim?

publicado por José Manuel Constantino às 10:26

Bom... Tudo no seu devido lugar.
O problema das politicas públicas prende-se com a falta de recursos e a sua má gestão pela Administração para garantir o cumprimento da lei a que está vinculada.
Será que as pessoas já pensaram que as receitas do Estado são insuficientes para garantir os direitos, liberdades e garantias consagrados na lei fundamental? O Prof. Augusto Mateus anda há séculos a bater nisto.
Portanto vamos continuar a ter excelentes e prolificos edificios legais, mas sem aplicabilidade e fiscalização. Para gaúdio de juristas e advogados e lamento do resto da nação.
Infelizmente não temos um Estado estruturado a partir do principio da "common law".
Relembre-se um fundador - Montesquieu:

"Quando vou a um país, não examino se há boas leis, mas se as que lá existem são executadas, pois boas leis há por toda a parte"
oprincipal a 30 de Agosto de 2007 às 03:46

Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
18


26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO