Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

25
Out 06

O nível do confronto verbal entre dirigentes do F.C. do Porto e do Benfica está a atingir, uma vez mais, patamares que revelam o estado dos seus protagonistas. Se não fosse um atentado às liberdades públicas deveria ser possível decretar o silêncio obrigatório e aplicá-lo a certos dirigentes poupando-nos assim à insolência e à má educação. Sei que teríamos à pega uma qualquer comissão dos direitos humanos por tamanha violação de uma liberdade fundamental e que os jornais desportivos agravavam a crise de vendas o que poderia concorrer, a prazo, para mais uns despedimentos, agora que as estatísticas do INE estão cada vez mais oleadas com o discurso oficial. O que pela aplicação da chamada dedução empírica se o insulto vende jornais e a venda de jornais trava a crise na imprensa desportiva, deixemos que eles se insultem porque o insulto é bom para a economia. E enquanto comentamos o insulto não comentamos o perdão fiscal concedido pelo Governo à banca. Tudo afinal em nome da economia e da competitividade do país. Lá mais para a frente e passado esta fase ,quem sabe se, o Presidente da República, agora que se especializou em roteiros, não decide, numa das suas incursões pelo país profundo,  promover um roteiro pela boa educação entre dirigentes do futebol. Aqui fica a sugestão a custo zero.

publicado por José Manuel Constantino às 10:31

Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
21

22
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO