Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

27
Out 06

Crise da justiça é uma afirmação que conheço desde os tempos da ditadura.Hoje com razões das daquele tempo.Mas com um traço comum. A responsabilidade dessa crise é habitualmente imputada à esfera política e aos políticos, seja pelo modo como legislam, seja pelos meios que colocam à disposição dos operadores judiciais. Quem assim o afirma são os próprios profissionais da justiça. O que suscita uma dúvida para quem já teve que contactar com a justiça e tribunais e encontra pessoas agrestes, pouco prestáveis e muitas vezes de uma arrogância e comportamento indignos para quem tem o dever de atender de modo prestável os cidadãos. E a dúvida é tão apenas esta: não residirá no próprio sistema de justiça parte significativa das principais resistências a uma justiça melhor e mais eficiente? O facto da justiça estar colonizada pelos seus próprios profissionais não os obriga a sentir que têm alguma da responsabilidade no modo como os cidadãos são tratados? A crise da justiça não é ,em parte, a crise de qualidade dos seus operadores?

publicado por José Manuel Constantino às 15:47

Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
21

22
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO