Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

16
Ago 07

A tentativa de manipulação de resultados desportivos a partir da arbitragem é tão antigo quanto o próprio desporto. As modalidades mais mediáticas nem são as mais atreitas a este tipo de conduta. Nas modalidades individuais onde o ajuízamento e a arbitragem têm uma forte componente de avaliação subjectiva (ginástica, saltos, dança ,patinagem artística,etc) e o controle público menor, a manipulação de resultados é prática que não é invulgar, sobretudo em competições internacionais. O profetas da moralidade e da defesa do desporto como uma escola de virtudes, escandalizam-se com estas impurezas do desporto, mas este é tão imperfeito quanto a sociedade que o gere. Os homens são os mesmos, com as mesmas  virtudes e defeitos  independentemente do emblema que defendem ou da região em que habitam.E a sua honorabilidade não pode ser avaliada pelo estatuto ou função que exercem. O que se aplica a dirigentes , jornalistas, polícias ou agentes do direito. Os novos desenvolvimentos sobre a arbitragem lusa do futebol só podem surpreender quem não pretende ver que o que passou a norte nunca foi diferente do que se passava a sul, salvo numa questão: a capacidade e a eficiência. Mas imaginar que maus da fita estão todos a norte  é bom para guião de um filme, mas  diz pouco sobre o país desportivo. Oculta mais do que aquilo que revela.

publicado por José Manuel Constantino às 10:45

Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
18


26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO