Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

21
Jun 11

F. é uma mulher de meia-idade. Trabalhou na escrita. Em jornais e revistas. Um dia foi-lhe detectado um cancro na mama. Intervenção cirúrgica e tratamento de continuidade. Quimioterapia. Queda de cabelo. Uma outra identidade. E um mar de expectativas e receios. De medos.Com resultados aparentemente positivos. Até um dia em que crises consecutivas de tosse e convulsões a levam a novos exames médicos. Diagnóstico fulminante: recidiva de doença cancerígena. Não queria acreditar. Foi procurar outras opiniões. Outros pareceres médicos. Fazer outros exames. Que, afinal, não coincidem. No que para uns era o reacender da doença original, para outros era a presença, junto à traqueia, de um corpo estranho. Um corpo estranho no corpo original! Como assim? Mais exames. A mesma resposta: corpo estranho.

F. foi novamente objecto de intervenção cirúrgica. Para lhe ser removido o corpo estranho. Que era uma gaze que descuidadamente foi deixada pela anterior equipa médica. E que desencadeou um processo inflamatório interno. Num dos mais conceituados hospitais nacionais. Porventura com uma experimentadíssima equipa cirúrgica. Mas que falhou. Que errou. Onde não era admissível falhar ou errar.

Pesquisa-se o tratamento para certo tipo de patologias de origem cancerígena. Pequenos avanços são sempre grandes conquistas. Mas esquecer a gaze dentro do corpo não deve fazer parte do protocolo dessas investigações. Porque contar os elementos utilizados nas intervenções cirúrgicas devia fazer parte da rotina médica.

F.é uma mulher calma e de alguma forma confortada com a seu azar. Não se lhe encontra um registo de revolta ou de queixume. Apenas de lamento. Dividida, entre se deve apresentar queixa de quem foi negligente e incumpriu os seus deveres ou apenas informar superiormente para que o mesmo não volte acontecer.Em Portugal. Noano de 2011.

 

José Manuel Constantino 

 

(Publicado na edição de hoje do Primeiro de Janeiro)

publicado por José Manuel Constantino às 09:29

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
18

19
22
23
25

26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO