Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

13
Dez 11

Se os problemas do país tivessem começado e acabado como José Sócrates tudo para nós seria mais fácil. Mas não. Pelo que convém não cair no equívoco de pensar que tudo o que o actual governo está a fazer é apenas colocar ordem no que José Sócrates deixou. A diabolização de Sócrates como o único culpado da situação a que o país chegou é o caminho mais curto para não discutir as soluções no presente. E para nem sequer reconhecer o óbvio,que de tão óbvio,há um certo pudor em o não reconhecer públicamente: “as dívidas dos Estados são, por definição, eternas. As dívidas gerem-se." 

publicado por José Manuel Constantino às 10:53

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
21
22
24

25
26
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO