Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

18
Out 12

O CDS,partido do governo, emitiu um comunicado a informar que votará favoravelmente a proposta de Orçamento do Estado. Aparentemente é redundante. Se o aprovou em Conselho de Ministros e o propôs à Assembleia da República é natural que o vote favoravelmente. Mas a razão é outra. Nas suas palavras, é apenas para evitar uma crise política que agravaria, ainda mais, a situação económica e social extremamente sensível que o nosso País atravessa. O que faz pensar que o que o fez aprovar em Conselho de Ministros e agora se prepara para aprovar na Assembleia da Republica não é uma proposta com a qual concorde- até diz que ainda espera que possa receber alterações em sede discussão na AR- mas apenas para evitar ao país uma crise política. E o problema está precisamente aqui. Mas existe maior crise política do que mobilizar os portugueses para sacrifícios em cujo sucesso se não acredita? Como pode Paulo Portas falar aos portugueses quanto ao mérito deste orçamento, e dos esforços que lhes são pedidos quando nem ele próprio está crente da sua bondade?

publicado por José Manuel Constantino às 17:06

Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

14
15
16
20

21
23
24
25
27

28
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO