Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

27
Dez 11

Não sei se é verdade ou não o conteúdo de noticias que começaram a circular a propósito das remunerações do maquinistas da CP. Qualquer que elas sejam, decorrem de contratos livremente celebrados na empresa entre empregadores e empregados. E se o respectivo sindicato tem dinheiro para pagar os dias de greve dos maquinistas a estes se deve porque para esse feito descontaram nos seus salários.É um problema que só a eles respeita. O problema é outro e diz respeito a todos nós.Os maquinistas da CP não ignoram a situação financeira da empresa onde laboram e o custo que tem uma paralisação  para uma empresa fortemente financiada com dinheiros públicos. É um custo para todos os contribuintes. E também sabem que no Natal e fim-de-ano muitos são os portugueses que precisam de se deslocar de comboio. Utilizar o dinheiro de todos e as necessidades de muitos para resolver problemas próprios por muito legítimo que seja o motivo da paralisação, é socialmente insustentável. E isto parece que os maquinistas e o seu sindicato não entendem.

publicado por José Manuel Constantino às 14:43

Sinceramente lamento a postura destes funcionários da CP.
Sou funcionário público, vi o meu salário cortado e não receberei nenhuns dos subsídios a partir do ano que vem.
Viajo todos os dias de comboio para o trabalho.
Não falando nos atrasos, que são muitos, ainda tenho que alterar rotinas e ir trabalhar de Penafiel para o Porto no carro particular.
Isso são mais despesas e mais incómodos, pois trazer o carro para o Porto e estacionar durante todo o dia, não é fácil, nem barato.
Acresce que todos os meses pago o meu passe, que são cerca de 50 euros...A CP fica com o nosso dinheiro e nós não podemos viajar na mesma...

Estou completamente contra estes funcionários e sinceramente já não posso ouvir falar neles.

A greve é um direito constitucional, sim, eu sei. Mas o trabalho também é um direito constitucional e uns direitos não se devem sobrepor aos outros.

Não concordo com estas greves e se houvesse justiça, deviam ser todos demitidos, todos...pois estão a causar transtornos a milhares de pessoas.
Pena é não haver alternativas aos comboios, pois se houvesse, devíamos todos esquecer os comboios e viajar noutros transportes, de tal forma a que a CP acabasse e eles viessem todos para o olho da rua.

Concluo dizendo que gostava de ver um movimento social organizado (pacifico e legal, obviamente) contra estes trabalhadores como forma de protesto com esta atitude irresponsável que estão a ter para com os utentes dos comboios.

Tenham juízo e acreditem que não falta quem queira trabalhar...por isso, se não estão bem, saiam e dêem lugar a quem quer trabalhar e até aceita ordenados mais baixos que os vossos.

Ainda quero ver a CP quando for privatizada e os joguinhos destes meninos...
manueltx a 28 de Dezembro de 2011 às 13:01

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
21
22
24

25
26
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO