Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

10
Abr 12

O primeiro-ministro explicou porque não anunciou previamente a suspensão do regime de reformas antecipadas: o receio que ocorresse o mesmo que sucede com a corrida às bombas de gasolina quando se anunciam aumentos. Não o disse desta forma mas o resultado é este. Já se tinha percebido antes mesmo da explicação. Que depois de ter sido assumida coloca um problema mais grave e profundo: o de saber quais são os limites éticos à gestão do anúncio de decisões governativas. É que um governo é apenas o mandatário de um poder cuja soberania reside no povo. E a confiança, que é uma pedra basilar de democracia, não se constrói com truques e espertezas que escondem o que se decidiu para que as pessoas não possam beneficiar de um regime que nunca lhes foi dito que ia ser alterado. Fazer o que se fez tem um nome feio.  

publicado por José Manuel Constantino às 11:46

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
17
21

22
24
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO