Quando a gente pensa que sabe todas as respostas,vem a vida e muda as perguntas

20
Out 06

A jornalista espanhola Marta Nebot nunca terá imaginado que entre os seus delicados seios pudesse  repousar uma inocente, mas atrevida, caneta. José Maria Aznar é o responsável por tão insólito gesto e foi a forma que encontrou para despachar a pergunta que a jornalista lhe dirigiu. O caso não ficou por aqui e uma responsável do partido socialista espanhol exige um pedido público de desculpas por tão grave manifestação machista. Tem razão. Mas não chega. Deveria ser obrigado a retirar a caneta do lugar onde a colocou. E  por razões de interesse histórico e patrimonial a caneta deveria ficar á guarda do Museu Thyssen-Bornemiza. Não é todos os dias que se deixa de escrever torto por  linhas direitas.

publicado por José Manuel Constantino às 12:44

Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
21

22
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Autor: JOSÉ MANUEL CONSTANTINO
pesquisar
 
blogs SAPO